A noite não é somente mais um período de nosso ciclo diário. Ela é um lugar de contrastes, de misturas, de encontros e descobertas. É o espaço mais fecundo para que os opostos, tanto os que normalmente se atraem como os que se repelem, entrem em contato e criem algo novo e único. “Freak” é usualmente tudo aquilo que foge à norma, as coisas insólitas, cujo charme particular fala apenas a alguns poucos privilegiados, aqueles que conseguem decifrar seu código ou ver através daquilo que justamente parece estranho. “Chic”, por sua vez, compreende tudo aquilo já tomado como elegante, cuja suntuosidade e apelo residem justamente no inequívoco reconhecimento de sua perfeita representação do que é tido como um bom-gosto estebelecido. E, assim, esta peculiar contraposição torna-se uma fértil composição.
Formando uma ambiência tão extasiante quanto aconchegante e ao qual todos contribuímos com nossa sofisticação própria, trazendo nossa postura e integrando-nos à mistura. É exatamente este amálgama de opostos que a Freak Chic procura conjugar em uma noite muito especial. A atmosfera criada toda sexta-feira é própria deste choque, no qual pólos até então tidos como contrários se unem para formar o momento em que tudo pode acontecer e o lugar ao que todos são bem-vindos: sons, estilos, preferências, personalidades ou atitudes.



< Voltar
CONHEÇA TAMBÉM